Aprendendo sobre efetuação – 9

Saras Sarasvathy, criadora e profusora da noção de efetuação.

VIDEO-CASE 9- COMUNICANDO E FAZENDO ARTE PELA VIDA – FELIPE MELLO
Autora: Rose Mary Almeida Lopes

Quem hoje vê Felipe Mello mal se dá conta do quanto ele se desenvolveu e se transformou desde a sua infância.

Nasceu em Cuiabá, MT, cidade pequena comparativamente às grandes capitais brasileiras, onde teve infância de muito cuidado e muita liberdade para brincar, saborear o convívio com os familiares de uma família grande e unida.

Foi bom aluno, lia muito. À época do vestibular, não se tinha decidido ainda quanto a que profissão se dedicaria. Mas parece que uma voz interior falou mais alto e ele se inscreveu, passou e cursou Comunicação Social em uma reputada faculdade na cidade de São Paulo.

Iniciou sua carreira como estagiário e depois avançou em empresas multinacionais. Segundo padrões externos, teve sucesso, recebia um bom salário que lhe permitia ter um bom padrão de vida compartilhado com sua família. Foi pai aos 22 anos.

Paramos por aqui para não estragar a surpresa reservada no restante deste vídeo-case. Você gostará de ouvir e ver o Felipe, que hoje é comunicador social, palestrante, ator, palhaço, empreendedor social e consultor de empresas.

Antes de se tornar empreendedor social, Felipe já se envolvia com atividades voluntárias, promovendo a cidadania com o uso da arte e da comunicação. Atuava em escolas, hospitais públicos e comunidades.

Com a multiplicação das atividades, percebeu a necessidade de fundar, em 2002, a organização social CANTO CIDADÃO, com um colega que pensava como ele, chamado Roberto Ravagnani.

A CANTO CIDADÃO, que atualmente é uma OSCIP, tem a denominação de: Organização para Produção e Democratização de Informação Canto Cidadão.

A organização tem a missão “de convidar, preparar e apoiar pessoas para atividades que melhorem a convivência, pela Arte, Educação, Comunicação e Voluntariado” (do website da Canto Cidadão). Já beneficiou mais de 3 milhões de pessoas com seus programas socioculturais e socioeducativos.

Entre os muitos programas sociais oferecidos, há o Doutores Cidadãos, formado por voluntários palhaços treinados, dedicados ao público adulto e idoso de 20 hospitais públicos da Grande São Paulo.

Conheça mais em: http://www.cantocidadao.org.br.

Recomendamos agora que você assista ao vídeo abaixo (duração: 13’16”).

A partir de uma introdução à teoria e aos princípios da efetuação, usando o material que se encontra neste mesmo website (ou outro indicado pelo seu professor), discuta e responda às questões seguintes.

Questões para estudo:

  1. No caso do Felipe, que aspecto da identidade dele influenciou a escolha do curso superior e sua trajetória posterior?
  2. O que Felipe descobriu sobre si mesmo quando trabalhava em grandes empresas?
  3. De que Felipe teve que abrir mão para ter mais liberdade para explorar outras possibilidades e desenvolver outras habilidades para se realizar? Como se chama este princípio na teoria da efetuação?
  4. Que outros meios efetuais Felipe desenvolveu, e agregou a seu repertório, que permitiram que ele, com Roberto, iniciasse, em 2002, o programa de rádio Canto Cidadão abordando cidadania, voluntariado e comunicação?
  5. Como você descreve a aplicação do princípio do crazy quilt ou colcha de retalhos na trajetória do Felipe e da Canto Cidadão?

Para saber mais:

Explicações sobre a efetuação disponíveis no fim da página que se abrirá aqui: https://guesssbrasil.org/aprendendo-sobre-efetuacao/

Bons estudos!
Equipe SaSS Brasil