Aprendendo sobre efetuação

Saras Sarasvathy, criadora e profusora da noção de efetuação.

Usando vídeos e textos curtos, você tem aqui a oportunidade de aprender mais sobre empreendedorismo e efetuação, também chamada de effectuation a partir dos estudos de Saras Sarasvathy e seus colaboradores.

A lista a seguir mostra variados estudos que você pode fazer sobre o tema.
Contudo, se quiser fazer uma introdução ou um reforço para entendimento do que é a efetuação, como ela ocorre e de seus conceitos componentes, use a seção “EXPLICAÇÕES BÁSICAS” no fim desta página.

VIDEO-CASES DISPONÍVEIS SOBRE EFETUAÇÃO – clique para abri-los

VIDEO-CASE 1Efetuação contra Pobreza, Violência e Crise
Autor: Edmilson Lima

VIDEO-CASE 2A Efetuação no Empreendedorismo dos Freelancers
Autores: Chris Berenguer e Edmilson Lima

VIDEO-CASE 3Surfe e Skate com Empreendedorismo de Estilo de Vida
Autores: Edmilson Lima, Fabiano Serra Borsatto e Antonio Donizete Ferreira da Silva

VIDEO-CASE 4PIVOTAR ATÉ ENCONTRAR UM PROPÓSITO
EXERCÍCIO 1 SOBRE A EMPREENDEDORA FABIANA SALLES, FUNDADORA DA GESTO
Autora: Rose Mary Almeida Lopes

EXPLICAÇÕES BÁSICAS sobre a efetuação

Segundo a lógica de efetuação, o empreendedor avança no empreendedorismo usando seus meios efetuais disponíveis: quem ele é (identidade), o que sabe (conhecimento), quem ele conhece (rede de relação). Ele aplica então o princípio do pássaro na mão, por utilizar aquilo que tem, além de priorizar iniciativas de baixo risco por investir apenas o que pode perder sem que isso seja um grande problema – princípio da perda aceitável. Ele foca suas decisões e ações nos efeitos que pode obter usando esses meios próprios. Assim, evita a preocupação de fazer previsões e de obter e lidar com recursos que ainda não são seus, mantendo-se então com alto nível de controle sobre o presente e o futuro de seus negócios, como descreve o princípio do piloto no avião.

Ademais, o empreendedor age em interação constante com grupos e pessoas de sua rede de relação podendo testar logo suas ideias e soluções e obter comprometimento de parceiros diversos que se dispõem a colaborar, segundo explica o princípio da colcha de retalhos. Desse modo, as falhas de suas iniciativas são detectadas rapidamente e cada feedback que vem de sua rede permite ajustar ou redirecionar prontamente o rumo de suas atividades, possibilitando um baixo nível de investimento, de custos e de uso de tempo em ações e na exploração de oportunidades. Se há mudança de situação ou conjuntura, ele pode agir rapidamente. Outro princípio normalmente usado na efetuação é o da limonada, que significa que o empreendedor efetuador frequentemente transforma problemas para que passem a ser fontes de recursos ou benefícios, “fazendo do limão uma limonada”.

Portanto, os efetuadores percebem oportunidades e decidem sobre elas de forma muito dinâmica, usando os meios à mão e a ajuda de sua rede de relação, lidando de modo fluído e rápido com mudanças e imprevistos, cocriando as condições e o futuro de seus negócios a partir dos resultados e dos comprometimentos que vão obtendo com ações de baixo risco e com as relações de colaboração que constroem.

Bons estudos!
Equipe SaSS Brasil